sábado, 10 de setembro de 2011

Mitos e Verdades sobre o Pit Bull

Resolvi fazer esse post porque a maioria das pessoas tem uma concepção errada dessa raça tão polêmica: o Pit Bull. Uma raça baseada em mitos principalmente sobre agressividade. E nesse post eu procuro fazer com que as pessoas deixem esse pensamento de que o Pit Bull é "assassino e pronto!" As informações/texto foram tiradas da "Revista do Pit Bull".


Pit Bull é uma raça de laboratório? Falso: O Pit Bull, assim como qualquer outra raça, é fruto de cruzamentos entre cães com determinada aptidões e características desejadas, para que esses caracteres genéticos sejam mantidos, preservados e propagados. 
Todo Pit Bull é agressivo e um dia vai atacar algum ser humano? Falso: o Pit não como característica agressividade com os seres humanos. Isso não quer dizer que se deva entrar numa casa com um Pit Bull sem a presença do dono. Como todo cão, ele é territorialista. Assim sendo, ele pode ter uma postura de defesa do seu ambiente e tornar-se perigoso. Entretanto, pode ser agressivo com os animais, tanto os da mesma espécie quanto de outras. No caso de agressividade com os seres humanos, presume-se que os cães não passaram por um bom processo de socialização.
O comportamento agressivo do Pit Bull independe da sua criação. Falso: qualquer cão irá apresentar um comportamento à forma e ao propósito a que foi criado. Cabe ao dono construir a personalidade de um cão que seja aceito na sociedade.
O Pit Bull não cria laço afetivo com seu dono. Falso: qualquer cão cria um laço afetivo com seu dono; o que irá variar é o quanto esse laço é apertado ou frouxo. O filhote de Pit Bull é um filhote muito ativo, que adora brincar pulando em seu dono. Isso muitas vezes não é tolerado pelo proprietário, que acaba "evitando" o contato com o filhote, deixando cada vez mais frouxo esse laço.
O Pit Bull é um cachorro dócil e pode ser criado com crianças. Verdadeiro: Essa é uma raça que pode ser criada com crianças e até com outros animais, porém, o trabalho de sociabilização e adestramento do filhote deve ser muito bem feito, como em qualquer outra raça. Obviamente deve-se levar em consideração que alguns cães não tem uma enorme paciência. Também pelo seu porte, é interessante sempre manter a criança e o cão sob supervisão.

É isso! Na revista ta muito mais detalhado, então se tiver alguma outra curiosidade ou quiser saber mais sobre alguma das que citei acima, é só fazer um comentário pedindo que eu posto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário