sábado, 17 de março de 2012

Cachorro não é brinquedo'

Yo pessoas' Como eu disse no post anterior, pensei no assunto do título e achei importante, por isso vou falar dele hoje' Vou apenas continuar o que comecei em um dos parágrafos do post anterior: 

Cachorros não são um ursinho de pelúcia que você vê na vitrine, acha bonitinho e pensa "eu quero um *-*" ou "vou levar pra casa!". Eu acho que quando as pessoas vêem um filhotinho, elas ficam tão bobas, tão encantadas com a fofura deles, que não conseguem pensar no quanto criar um cachorro precisa de comprometimento. Pense nas responsabilidades: ele precisa de vacinas, medicamentos, ração (eu gosto de Pedigree, porque ajuda cães abandonados a encontrar um lar feliz ;] ); E por favor, se você se importa com o tamanho, saiba que cachorro você está pegando porque, pode ter certeza, ele não vai parar de crescer só porque você quer; pense na velhice dele, que é uma fase muito, muito delicada e seu cão pode precisar de tratamentos caros e até cirurgias porque, enfim, é na velhice de qualquer espécie que aparecem as complicações mais graves; pense nos banhos e no trabalho e cuidados com parasitas que provavelmente vão aparecer; pense que você pode vir a precisar colocar ele no colo e usar uma pinça para puxar os carrapatos da pele dele (parece nojento e é, mas são as responsabilidades de se criar um cão); Se for uma fêmea, pense em quando ela entrar no cio, que não é uma das melhores partes de se criar uma fêmea não castrada (machos ou fêmeas, a castração é o melhor caminho); E, acima de tudo e qualquer coisa, quando passar pela sua cabeça criar um cachorro, lembre-se do que eu sempre digo: criar cachorro é igual a casamento: até que a morte os separe. 

Nunca, jamais, comece a criar um cachorro pensando "ah, qualquer coisa eu me livro dele". Quando você ver um cachorrinho fofo pense que um cachorro vive em média 15 anos e, nesse tempo, sua fofura se desgasta (para os verdadeiros amantes de cães como eu, eles ficam ainda mais fofos) e não, quando isso acontecer, você não pode simplesmente descartá-lo como faz com sua roupa velha; Se você pensa que pode, por favor, não crie um cachorro. Eu sei que é difícil, afinal, você quer um poodle pra encher de lacinho cor-de-rosa e passear com ele, pra que todos digam o quanto ele é fofo. Mas criar um cachorro vai muto além disso, vai muito além de um ataque de nervos adolescente porque o branco do pelo de um poodle combina com o lacinho cor-de-rosa (perceba que em momento algum eu digo que não dou esse tipo de ataque ou não ponho lacinho na minha poodle (sim, eu tenho uma), só quero deixar claro que criar um cachorro é muito mais que isso); Criar um cachorro é descobrir o significado de devoção, companheirismo, amor incondicional e fidelidade; Criar um cachorro é ter "alguém" que vai te amar não importa o que você faça ou como você faça. Então, por favor, quando você tiver um cão, tente amá-lo pelo menos o terço do quanto ele ama você.
Então, quando ele tiver velhinho e preferir passar o dia inteiro dormindo que mordendo seu calcanhar, sente ao lado dele, passe as mãos por seu pelo gasto que provavelmente vai estar caindo bastante e diga o quanto ele é importante pra você, mesmo que ele não entenda o que você está dizendo; Olhe para ele dormindo e lembre-se de quando ele saiu correndo com um bicho morto na boca, enquanto você corria tentando tomar e ele achava que vocês só estavam brincando de pega-pega; Lembre-se de quando ele rasgou alguma coisa importante e você nem conseguiu brigar poque os olhinhos dele diziam "mamãe, num fica com raiva de mim não, senta no chão e brinca comigo". Lembre-se de tudo isso enquanto passa a mão por seus pelos gastos, então ria muito enquanto chora mais ainda com medo de perdê-lo. E quando chegar a hora, esteja com ele, por favor, não fuja, não feche os olhos, eu tenho certeza de que o último pedido dele é que a pessoa que ele mais amou esteja com ele até seu último suspiro. Não importa o quanto você diga que não consegue, seja forte e esteja lá, é a única forma de compensá-lo pelo amor incondicional.  E quando ele for, não pense "nunca mais quero sentir isso, foi o primeiro e último", isso é para os fracos: dê seu amor a outro, ame-o da mesma forma que amou o primeiro e ame o terceiro da mesma forma que amará o segundo; Mas nunca pense em substituição, cada um deles tem algo diferente e especial e são todos maravilhosos; Ame todos como seus filhos, aliás, considere todos assim'


^ ^

2 comentários: